Azulejos de cozinha: escolha o ideal

Azulejos em banheiros são bem comuns, assim como a maioria das cozinhas possui revestimento de azulejo, o que facilita na hora da limpeza e também na criação decorativa do espaço.

No mercado, há inúmeros tipos de revestimentos, o que é bom na hora de escolher. Mas isso não quer dizer que a escolha tem que ser feita sem atenção. A necessidade de espaço, armazenagem e de tornar o ambiente mais funcional dá lugar à marcenaria planejada, assim como cozinhas cada vez mais integradas às salas de estar ou de jantar.

É importante que haja revestimento nas “áreas molhadas”, como pia e em locais como fogão, para proteger a superfície das paredes e facilitar a limpeza. Azulejos e peças cerâmicas, como o porcelanato, são os mais populares e acessíveis. Disponíveis em tons neutros, claros e discretos, com acabamento resinado e peças grandes, estes melhoram a sensação de amplitude e também tem uma técnica de aplicação mais simples.

Confira algumas dicas para que a escolha e todo o processo de revestimento de azulejos seja mais simples:

Cor é importante: invista em acabamentos coloridos ou de uma cor só. Há azulejos coloridos vendidos individualmente, placas cerâmicas e pastilhas de vidro com inúmeros formatos, cores e tamanhos;

Praticidade e utilidade: pense sempre na manutenção do revestimento escolhido e tente evitar acabamentos ásperos. É melhor optar por revestimentos que não compliquem a limpeza, já que, por ser cozinha, os azulejos podem ficar engordurados e sujos com facilidade;

Custo: uma opção mais barata é utilizar adesivos de parede para decorar os azulejos para cozinha. Eles são práticos, resistentes e muito variados;

Meça o espaço corretamente: a personalização do ambiente é feita, principalmente, na hora de optar pelos revestimentos e marcenaria, e por esse motivo ter atenção à metragem e ao tamanho das peças é o essencial, pois evita o desperdício de material e facilita a instalação.

 

Fonte: Jornal Periscópio